Pero de Ornelas - Todas as cantigas

Ver com anotações <


Cancioneiros:

B 625, V 226
(C 625)

Descrição:

Cantiga de Amor

Refrão

Nostro Senhor! e ora que será
daquel que sempre coitado viveu,
que viv'e cuida por en ser sandeu
ca sabe bem que nunca perderá
5       esta coita, ca nom quer sa senhor?
  
E que será do que quis mui gram bem
e quer a quem lho nom quer gradecer,
nem lhi quer por end'outro bem fazer
e sabe que nom perderá per rem
10       esta coita, ca nom quer sa senhor?
  
E que será do que sempre servir
foi quem lhi quis e quer por en[de] mal
e nunca lhi por en quis fazer al
e que nunca de si pode partir
15       esta coita, ca nom quer sa senhor?


Ver com anotações <


Cancioneiros:

B 780, V 363/364
(C 780)

Descrição:

Cantiga de Amigo

Refrão

Havedes vós, amiga, guisado
de falar vosc'hoj'o meu amigo,
que vem aqui, e bem vo-lo [digo],
por falar vosc', e traz-vos recado
5       de rog', amiga, do voss'amigo:
       que façades o meu falar migo.
  
E u eu moro já el nom mora,
ca lhe defendi que nom morasse
i, e por en catou quem rogasse,
10e recado sei que vos traz ora
       de rog', amiga, do voss'amigo
       que façades o meu falar migo.
  
Gram sazom há que meu bem demanda
e nunca pôde comigo falar,
15e vem ora voss’amigo rogar,
e com recado sei que vos anda
       de rog', amiga, do voss'amigo
       que façades o meu falar migo.