Estevão Coelho - Todas as cantigas

Ver com anotações <


Cancioneiros:

B 720, V 321
(C 720)

Descrição:

Cantiga de Amigo

Refrão e Paralelística

Sedia la fremosa seu sirgo torcendo,
sa voz manselinha fremoso dizendo
       cantigas d'amigo.
  
Sedia la fremosa seu sirgo lavrando,
5sa voz manselinha fremoso cantando
       cantigas d'amigo.
  
- Par Deus de cruz, dona, sei eu que havedes
amor mui coitado, que tam bem dizedes
       cantigas d'amigo.
  
10Par Deus de cruz, dona, sei [eu] que andades
d'amor mui coitada, que tam bem cantades
       cantigas d'amigo.
  
- Avuitor comestes, que adevinhades!


Ver com anotações <


Cancioneiros:

B 721, V 322

Descrição:

Cantiga de Amigo

Refrão

Se hoj'o meu amigo
soubess', iria migo:
       eu al rio me vou banhar,
       [e] al mar.
  
5Se hoj'el este dia
soubesse, migo iria:
       eu al rio me vou banhar,
       [e] al mar.
  
Quem lhi dissess'atanto:
10ca já filhei o manto;
       eu al rio me vou banhar,
       [e] al mar.