Caldeirom - Todas as cantigas

Ver com anotações <


Cancioneiros:

B 1619, V 1152
(C 1619)

Descrição:

Cantiga de Escárnio e maldizer

Mestria

Ũa donzela coitado
d'amor por si me faz andar;
e em sas feituras falar
quero eu, come namorado:
5rostr'agud'há come forom,
barva no queix'e no granhom
e o ventre grand'e inchado.
  
Sobrancelhas mesturadas,
grandes e mui cabeludas,
10sobre'los olhos merjudas;
e as tetas pendoradas
e mui grandes, per boa fé:
há um palm'e meio no pé
e no cós três polegadas.
  
15A testa tem [en]rugada
e os olhos encovados,
dentes pintos come dados
e a boca de passada.
Atal a fez Nostro Senhor:
20mui sem doit'e sem sabor,
des i mui tabr'e forçada.
  
Deve-m'a [...]


Ver com anotações <


Cancioneiros:

B 1623, V 1157
(C 1623)

Descrição:

Cantiga de Escárnio e maldizer

Mestria

Os d'Aragom, que soem donear,
e [os] Catalães com eles a perfia,
leixados som por donas a lidar,
vam-s'acordando que era folia;
5e de bu[r]las, cuid'eu, ri[i]r-s'end'ia,
quem lhe dissess'aqueste meu cantar,
a dona gaia do bom semelhar,
o amor quiçá nõn'o preçaria.
  
Cantar quer'eu, nom haverá i al,
10dos d'Aragom e dos da Catalonha,
per como guardam sas armas de mal
cada um deles, ergo se a sonha;
ante xe querem sofrir a vergonha
daqueste segre, polo que mais val;
15nom parariam os do [E]spital
de melhor mente a lide nem besonha.
  
Desto cant'ar: el-rei me descobrir
dos d'Aragom, quand'eu vim de Galiza,
em que vivem com gram míngu[a], e leni[r]
20a busquei bem aalém de Fariza.
Nom se faz todo per farpar peliça?
Mais quem [aqu]este meu cantar oir
cante-me-o bem; e pois que esbaldir,
se s'en queixar [por en], busque-me liça.