Musical versions of Bem entendi, meu amigo
D. Dinis

Original cantiga Bem entendi, meu amigo

Bem entendi, meu amigo,
que mui gram pesar houvestes
quando falar nom podestes
vós noutro dia comigo,
mais certo seed', amigo,
       que nom fui o vosso pesar
       que s'ao meu podess'iguar.
Mui bem soub'eu por verdade
que érades tam coitado
que nom havia recado,
mais, amigo, acá tornade:
sabede bem por verdade
       que nom fui o vosso pesar
       que s'ao meu podess'iguar.
Bem soub', amigo, por certo
que o pesar daquel dia
vosso, que par nom havia,
mais pero foi encoberto,
e por en seede certo
       que nom fui o vosso pesar
       que s'ao meu podess'iguar.
Ca o meu nom se pod'osmar,
nem eu non'o pudi negar.
Tomás Borba, Compositor
Bem entendi meu amigo (versão para canto e piano/harpa)

Date
Década de 30 do século XX

Musicians involved

Compositor Tomás Borba
Harpa/piano
Canto


     Read musical score Read musical score

     No audio available


[Bem entendi meu amigo] (versão para canto e piano/harpa)

Date
Década de 20/30 do século XX

Musicians involved

Compositor Tomás Borba
Harpa/piano
Canto


     Read musical score Read musical score

     No audio available


Bem entendi, meu amigo (versão para agrupamento de câmara)

Date
Final da década de 30 (estreia a 11 de Junho de 1940)

Musicians involved

Compositor Tomás Borba
Baixo (cordofone)
Baixo (cordofone)
Cítara
Flauta
Flauta
Harpa
Adufe
Canto (meio-soprano)


     Read musical score Read musical score

     No audio available