O meu amigo na Guarda (versão para agrupamento de câmara)

Tomás Borba, Compositor

Composição/Recriação moderna
Final da década de 30 (estreia a 11 de Junho de 1940)

Read musical score Read musical score

Musicians involved

Compositor Tomás Borba
Baixo
Baixo
Cítara
Adufe
Flauta
Flauta
Harpa
Canto (tenor)


No audio available


A versão musical nunca foi gravada.

Original cantiga Ai eu coitada, como vivo em gram cuidado

Ai eu coitada, como vivo em gram cuidado
por meu amigo que hei alongado;
       muito me tarda
       o meu amigo na Guarda.
Ai eu coitada, como vivo em gram desejo
por meu amigo que tarda e nom vejo;
       muito me tarda
       o meu amigo na Guarda.