People referred

People referred in the cantigas

Fernando Escalho



Description

Parece tratar-se de um cantor. Segundo Resende de Oliveira (a quem agradecemos os dados inéditos que se seguem), o apelido Escalho (nas formas latinas Squalus, Squalo) está atestado em documentação galega do século XIII, correspondendo a uma linhagem de cavaleiros. Um deles, J. Escalho, que aparece a testemunhar um documento de 1204 relativo a Paio Soares de Ribela (provavelmente pai do trovador Rui Pais de Ribela) será o mesmo João Squalo documentado em 1220 em documento do Afonso IX relativo ao mosteiro galego de Ribas de Sil (edição do Julio González, doc. 387). Da mesma linhagem está documentado em meados do século um Airas Peres Squalo, arcediago (Documentos da Catedral de Ourense editados por Emilio Duro Peña, nº 302, 334, 386) e também um Rodrigo Gomes Squalo na documentação de Oseira (ed. de Miguel Romani Martinez, nº 690). Pela nossa parte, localizámos um Pedro Squalo na documentação do mosteiro de Santa Comba das Naves (Ourense), aforando, em 1221, um casal, igualmente em Ribela (ed. de Pedro Dono López, doc. nº 131).
Este Fernando Escalho pertencerá certamente a esta família.


References

1 Dono (ed.) (2010), Colección de documentos en pergamiño do mosteiro de Santa Comba de Naves. Introdución, edición e índices, Dono López, Pedro (ed.), Universidade de Santiago de Compostela.
      Go to web page


Cantigas referring this person



Fernand'Escalho leixei mal doente, Pero Garcia Burgalês
   (Line 1): Fernand'Escalho leixei mal doente

Fernand'Escalho vi eu cantar bem, Pero Garcia Burgalês
   (Line 1): Fernand'Escalho vi eu cantar bem,

Mala ventura me venha, Rui Pais de Ribela
   (Line 10): Fernand'Escalho me pique,

Pero d'Armea, quando composestes, Pero Garcia de Ambroa
   (Line 20): ca, se vejo Dom Fernand'Escalho vir,