People referred

People referred in the cantigas

João Eanes



Description

Personagem de difícil localização, igualmente um trovador cujas cantigas não chegaram até nós. Das personagens cronologicamente plausíveis, se partirmos de uma cronologia mais recuada, três hipóteses poderiam sugerir-se. Tratar-se-á de João Anes Redondo, irmão do trovador Rodrigo Anes Redondo? Este João Anes, integrando a casa de D. Dinis desde a adolescência, foi depois seu vassalo de confiança e embaixador, tendo falecido por volta de 12991. Tratar-se-á do avô do trovador João de Gaia, de seu nome João Anes de Gaia, referido no Nobiliário do Conde D. Pedro como tendo sido cavaleiro de boa palavra e muito saboroso (16C5)? Ainda nesta cronologia, encontramos João Anes Velho, filho bastardo do trovador João Velho de Pedrogães.
Se apontarmos para uma cronologia mais tardia da cantiga, uma boa hipótese talvez seja João Anes Palhavã, importante figura da burguesia lisboeta, que encontramos como procurador do conselho da cidade em 1330, tendo sido igualmente seu alvazil-mor entre 1343 e 1357. Estava relacionado com outras figuras que aparecem criticadas nas cantigas desta última geração de trovadores, como o bispo Miguel Vivas ou Rui Fafes2.


References

1 Pizarro, José Augusto (1999), Linhagens medievais portuguesas: genealogias e estratégias 1279-1325, vol. I, Porto, Centro de Estudos de Genealogia, Heráldica e História da Família da Universidade Moderna, p. 356.
      Go to web page


2 Silveira, Ana Cláudia (2007), "Entre Lisboa e Setúbal: os Palhavã", Lisboa Medieval. Os rostos da cidade, Lisboa, Livros Horizonte.

Cantigas referring this person



Rui Gonçálviz, pero vos agravece, Estêvão da Guarda
   (Line 3): Joan'Eanes, vej'eu el queixar