Fernão Velho - All cantigas

View annotations <


Cancioneiros:

A 257, B 434, V 46
(C 434)

Description:

Cantiga de Amor

Refrão

Pois Deus nom quer que eu rem possa haver
de vós, senhor, senom mal e afã,
e os meus olhos gram coita que ham
por vós, senhor – se eu veja prazer,
5       ir-m'hei daqui; pero ũa rem sei
       de mi, senhor: ca ensandecerei.
  
E, mia senhor fremosa de bom prez,
pero vos amo mais ca mi nem al,
pois Deus nom quer que haja senom mal
10de vós, par Deus que vos muito bem fez,
       ir-m'hei daqui; pero ũa rem sei
       de mi, senhor: ca ensandecerei.
  
E pero vos amo mais doutra rem,
senhor de mim e do meu coraçom,
15pois Deus nom quer que haja se mal nom
de vós, senhor, – assi Deus mi dê bem,
       ir-m'hei daqui; pero ũa rem sei
       de mi, senhor: ca ensandecerei
  
por vós que eu muit'am'e amarei,
20mais de quant'al vejo nem veerei!


View annotations <


Cancioneiros:

A 258, B 435, V 47

Description:

Cantiga de Amor

Refrão

Quant'eu de vós, mia senhor, receei
a ve[e]r, dê'lo dia em que vos vi,
dizem-mi ora que mi o aguis'assi
Nostro Senhor, como m'eu receei:
5       de vos casarem; mais sei ũa rem,
       se assi for: que morrerei por en!
  
E sempr'eu, mia senhor, esto temi,
que mi ora dizem, de vós a veer,
des que vos soubi mui gram bem querer;
10per bõa fé, sempr'eu esto temi:
       de vos casarem; mais sei ũa rem,
       se assi for: que morrerei por en!
  
E sempr'end'eu, senhor, houvi pavor
des que vos vi e convosco falei
15e vos dix'o grand'amor que vos hei;
e, mia senhor, daquest'hei eu pavor:
       de vos casarem; mais sei ũa rem,
       se assi for: que morrerei por en!


View annotations <


Cancioneiros:

A 259, B 436, V 48

Description:

Cantiga de Amor

Mestria

Senhor, que eu por meu mal vi,
pois m'eu de vós a partir hei,
creede que nom há em mi
senom mort'ou ensandecer:
5pois m'eu de vós a partir hei
e ir alhur sem vós viver.
  
Pois vos eu quero mui gram bem
e me de vós hei a quitar,
dizer-vos quer'eu ũa rem:
10o que sei no meu coraçom,
pois me de vós hei a quitar
[..............................]
  
E mal dia naci, senhor,
pois que m'eu d'u vós sodes vou,
15ca mui bem sõo sabedor
que morrerei, u nom jaz al:
pois que m'eu d'u vós sodes vou,
senhor que eu vi por meu mal.
  
E logo u m'eu de vós partir,
20morrerei, se mi Deus nom val.


View annotations <


Cancioneiros:

A 260, B 437, V 49

Description:

Cantiga de Amor

Refrão

A maior coita que eu vi sofrer
d'amor a nulh'home, des que naci,
eu mi a sofro; e já que est assi,
meus amigos, assi veja prazer!,
5       gradesc'a Deus que mi faz a maior
       coita do mundo haver por mia senhor.
  
E bem tenh'eu que faço gram razom
d'a maior coita muit'a Deus gracir,
que m'El dá por mia senhor, que servir
10hei mentr'eu viver: mui de coraçom
       gradesc'a Deus que mi faz a maior
       coita do mundo haver por mia senhor.
  
E por maior hei eu, per bõa fé,
aquesta coita de quantas fará
15Nostro Senhor, e por maior mi a dá
de quantas fez; e pois que assi é,
       gradesc'a Deus que mi faz a maior
       coita do mundo haver por mia senhor,
  
pois que mi a faz haver pola melhor
20dona de quantas fez Nostro Senhor.


View annotations <


Cancioneiros:

A 261, B 438, V 50

Description:

Cantiga de Amor

Refrão

Nostro Senhor, que eu sempre roguei,
pola coita que mi Amor faz sofrer,
que mi a tolhess'e nom mi a quis tolher
e me leixou em seu poder d'Amor,
5des hojemais sempre lh'eu rogarei,
       pois hei gram coita, que mi dê maior
  
com que moira; ca mui gram sabor hei,
per bõa fé, de mais nom guarecer,
pois s'El nunca de mim quiso doer
10e me faz viver sempr'a gram pavor
de perder o sem; mais já gracir-lh'-ei,
       pois hei gram coita, que mi dê maior,
  
se lh'aprouguer, mui cedo; ca nom sei
hoj'outra rem com que eu visse prazer;
15pois m'El nom quis nem quer del defender
e de meu mal houve tam gram sabor,
mentr'eu viver, sempr'o eu servirei:
       pois hei gram coita, que mi dê maior
  
com que moira, ca de pram al nom sei
20que mi possa tolher coita d'amor.


View annotations <


Cancioneiros:

A 262, B 439, V 51

Description:

Cantiga de Amor

Mestria

Muitos vej'eu per mi maravilhar
porque eu pedi a Nostro Senhor
das coitas do mundo sempr'a maior;
mais se soubessem o meu coraçom,
5nom me cuid'eu que o fossem provar,
ante terriam que faço razom.
  
Mais porque nom sabem meu coraçom
se vam eles maravilhar per mim,
porque das coitas a maior pedi
10a Deus, que há, de mi a dar, gram poder;
mais eu pedir-lha-ei tod'a sazom,
atá que mi a dê, enquant'eu viver.
  
El que há, de mi a dar, mui gram poder,
mi a dê, pero se maravilham en,
15os que nom sabem meu coraçom bem,
por que a peço: ca m'é mui mester
de mi a dar El, que o pode fazer,
per bõa fé, se o fazer quiser.
  
E se El sabe que m'é mui mester
20de mi a dar, El mi a dê, se lhi prouguer.


View annotations <


Cancioneiros:

A 263, B 440, V 52

Description:

Cantiga de Amor

Mestria

Senhor, o mal que mi a mi faz Amor
e a gram coita que mi faz sofrer,
a vó'lo devo muit'agradecer
e a Deus que mi vos deu por senhor:
5ca ben'o faço desto sabedor:
que por al nom mi o podia fazer
  
senom por vós, que havedes sabor
do mui gram mal que mi a mi faz haver;
e pois vos praz e lhi dades poder
10de mi fazer, fremosa mia senhor,
o que quiser, enquant'eu vivo for
e vos de mi nom quiserdes doer
  
e da gram coita de que sofredor
fui e do mal, muit'a sem meu prazer,
15a vós dev'en mui [bom] grad'apõer;
ca nom mi dê Deus de vós bem, senhor,
(que me pod'emparar de seu pavor)
se hoj'eu sei al por que o temer.
  
Mais por Deus, que vos foi dar o maior
20bem que eu doutra dona oí dizer,
que me nom leixedes escaecer
em me lhe nom defenderdes, senhor
– ca bem cuido, de como é traedor,
que me mate ced', e pois nom querer
  
25gracir-vo-lo, pois que eu morto for;
e por quanto bem vos fez Deus, senhor,
guardade-vos d'atal erro prender.


View annotations <


Cancioneiros:

A 264, B 441, V 53

Description:

Cantiga de Amor

Mestria

Meus amigos, muito mi praz d'Amor
que entend'ora que me quer matar,
pois mi a mi Deus nom quis nem mia senhor,
a que roguei, de me del emparar;
5e por en quanto m'el quiser matar
mais cedo, tanto lho mais gracirei.
  
Ca bem me pode partir da maior
coita de quantas eu oí falar,
de que eu fui, muit'i há, sofredor
10– esto sabe Deus que me foi mostrar
ũa dona que eu vi bem falar
e parecer, por meu mal, eu o sei!
  
Ca muit'i há que vivi a pavor
de perder o sem, com mui gram pesar
15que vi despois; e por en gram sabor
hei de mia morte, se mi a quiser dar
Amor, e Deus, que me fez gram pesar
veer daquela rem que mais amei.
  
Mais esso pouco que eu vivo for,
20pois assi é, nom me quero queixar
deles: mais el seja seu traedor
se me nom mata, pois nom poss'achar
que[m] me lh'empare; e se me del queixar,
Deus nom mi valha, que eu mester hei:
  
25ca, pois m'eles nom querem emparar
e me no seu poder querem leixar,
nunca per outrem emparado serei.


View annotations <


Cancioneiros:

B 442, V 54

Description:

Cantiga de Amor

Mestria

Por mal de mi me fez Deus tant'amar
ũa dona, que já per nẽum sem
sei que nunca posso prender prazer
dela nem d'al; e pois m'aquest'avém,
5rog'eu a Deus que mi a faça veer
ced'e me lhi leixe tanto dizer:
moir'eu, senhor a que Deus nom fez par!
  
E pois lh'esto disser, u mi a mostrar,
rogar-lh'-ei que mi dê mort'; e gram bem
10mi fará i, se mi o quiser fazer,
ca mui melhor mi será doutra rem
de me leixar log'i morte prender:
ca melhor m'é ca tal vida viver
e ca meu tempo tod'assi passar.
  
15E gram mesura Deus de me matar
fará, pois m[i]a morte em seu poder tem,
ca El sabe que nom hei d'atender
senom gram mal, se viver; e por en,
se mi der mort', hei que lhi gradecer:
20ca por meu mal mi a fez El conhocer,
esto sei bem, e tanto desejar.


View annotations <


Cancioneiros:

B 819, V 403
(C 819)

Description:

Cantiga de Amigo

Refrão

Vedes, amigo, [o] que hoj'oí
dizer de vós, assi Deus mi perdom:
que amades já outra e mi nom;
mais, se verdad'é, vingar-m'-ei assi:
5       punharei já de vos nom querer bem;
       e pesar-mi-á en mais que outra rem.
  
Oí dizer: por me fazer pesar,
amades vós outra, meu traedor;
e, se verdad'é, par Nostro Senhor,
10direi-vos como me cuid'a vingar:
       punharei já de vos nom querer bem;
       e pesar-mi-á en mais que outra rem.
  
E, se eu esto por verdade sei
que mi dizem, meu amigo, par Deus,
15chorarei muito destes olhos meus,
e direi-vos como me vingarei:
       punharei já de vos nom querer bem;
       e pesar-mi-á en mais que outra rem.


View annotations <


Cancioneiros:

B 1504
(C 1504)

Description:

Cantiga de Escárnio e maldizer

Mestria

Maria Pérez se maenfestou
noutro dia, ca por [mui] pecador
se sentiu, e log'a Nostro Senhor
pormeteu, polo mal em que andou,
5que tevess'um clérig'a seu poder,
polos pecados que lhi faz fazer
o Demo, com que x'ela sempr'andou.
  
Maenfestou-se ca diz que s'achou
pecador muit', e por en rogador
10foi log'a Deus, ca teve por melhor
de guardar a El ca o que a guardou;
e mentre viva, diz que quer teer
um clérigo com que se defender
possa do Demo, que sempre guardou.
  
15E pois que bem seus pecados catou,
de sa mort'houv'ela gram pavor
e d'esmolnar houv'ela gram sabor;
e log'entom um clérigo filhou
e deu-lh'a cama em que sol jazer,
20e diz que o terrá, mentre viver;
e est'afã todo por Deus filhou.
  
E pois que s'este preito começou
antr'eles ambos houve grand'amor
antr'ela sempr'[e] o Demo maior,
25atá que se Balteira confessou;
mais, pois que vio o clérigo caer
antr'eles ambos, houv'i a perder
o Demo, des que s'ela confessou.