Anónimo - All cantigas

View annotations <


Cancioneiros:

B 1, L 1
(C 1)

Description:

Cantiga de Lai

Mestria

Rubrica:

Este lais fez Elis, o Baço, que foi Duc de Sansonha, quando passou aa Gram Bretanha, que ora chamam Ingraterra. E passou lá no tempo de rei Artur, para se combater com Tristam, porque lhe matara o padre em ũa batalha. E andando um dia em sa busca, foi pela Joiosa Guarda u era a rainha Iseu de Cornualha. E viu-a tam fremosa que adur lhe poderia home no mundo achar par. E namorou-se entom dela e fez por ela este lais. Este lais posemos acá porque era o melhor que foi fe[i]to.

Amor, des que m'a vós cheguei,
bem me posso de vós loar,
ca mui pouc'ant', a meu cuidar,
valia; mais pois emmendei
  
5tam muit'em mim quanto m'ant'eu
era de pobre coraçom,
assi que nẽum bem entom
nom cuidava que era meu;
  
e sol nom me preçavam rem,
10ante me tinham tam em vil
que, se de mi falavam mil,
nunca deziam nẽum bem;
  
e des que m'eu a vós cheguei,
Amor, e tod'al fui quitar
15senom de vos servir punhar,
log'eu des i em prez entrei
  
- que mi, ante de vós, era greu;
e per vo-l'hei, e per al nom -
assi que, d'u os bõos som,
20mais loam meu prez ca o seu.
  
[E], Amor, pois eu al nom hei,
nem haverei nulha sazom,
senom vós, o meu coraçom
nom será senom da que sei:
  
25mui fremosa e de gram prez,
e que polo meu gram mal vi,
e de que sempre atendi
mal, ca bem nunca m'ela fez;
  
e por en vos rog'eu, Amor,
30que me façades dela haver
algum bem, pois vó'lo poder
havedes. E mentr'eu já for
  
vivo, cuido vo-lo servir,
e ar direi, se Deus quiser,
35bem de vós, pois que me veer
per vós, de que mi há de viir;
  
e se m'esto nom fazedes,
que sei que será vosso bem,
cofonda-vos por en quem tem
40em seu poder [...].
  
Amen! Amen! Amen!
Amen! Amen! Amen!
Amen! Amen! Amen!


View annotations <


Cancioneiros:

B 2, L 2
(C 2)

Description:

Cantiga de Lai

Refrão

Rubrica:

Esta cantiga fezerom quatro donzelas a Marõot d’Irlanda, em tempo de Rei Artur, porque Marõot filhava tôdalas donzelas que achava em guarda dos cavaleiros, se as podia conquerer deles, e enviava-as para Irlanda, para serem sempre em servidom da terra. E esto fazia el porque fora morto seu padre por razom de ũa donzela que levava em guarda.

O Marot haja mal grado,
porque nós aqui cantando
andamos tam segurado,
a tam gram sabor andando!
5       Mal grad'haja, que cantamos
       e que tam em paz dançamos!
  
Mal grad'haja, pois cantando
nós aqui danças fazemos,
a tam gram sabor andando,
10que pouco lho gradecemos!
       Mal grad'haja, que cantamos
       e que tam em paz dançamos!
  
E venha-lhe má gaança,
porque nós tam seguradas
15andamos fazendo dança,
cantando nossas bailadas!
       Mal grad'haja, que cantamos
       e que tam em paz dançamos!


View annotations <


Cancioneiros:

B 3, L 3
(C 3)

Description:

Cantiga de Lai

Mestria

Rubrica:

Dom Tristam, o namorado, fez esta cantiga.

Mui gram temp'há, par Deus, que eu nom vi
quem de beldade vence toda rem!
E se xe m'ela queixasse por en,
gram dereit'é, ca eu o mereci.
5E bem me pode chamar desleal
de querer eu, nem por bem nem por mal,
viver com'ora sem ela vivi.
  
E pois que me de viver atrevi
sen'a veer, em que fiz mui mal sem,
10dereito faz, se me mal talam tem,
por tal sandice qual eu cometi.
E com tal coit'e tam descomunal,
se me Deus ou sa mesura nom val,
defensom outra nom tenh'eu por mi.
  
15Ca daquel dia em que m'eu parti
da mia senhor e meu lum'e meu bem,
porque o fiz, a morrer me convém,
pois vivi tanto, sem tornar ali
u ela é. Se por en sanha tal
20filhou de mim, e me sa mercê fal,
ai eu cativo!, e por que naci?


View annotations <


Cancioneiros:

B 4, L 4
(C 4)

Description:

Cantiga de Lai

Mestria

Dom Amor, eu cant'e choro,
e tod'o [mal] me vem dali:
da por que eu cant'e choro
e que por meu mal dia vi.
  
5E pero, se a eu oro,
mui gram dereito faç[o] i,
ca ali u eu Deus oro
sempre lhe peç[o] e pedi:
  
[que] ela, pois eu demoro
10em seu amor, por Deus, de mi
haja mercê - se demoro
em tal coita, perder-m'-ei i.


View annotations <


Cancioneiros:

B 5, L 5
(C 5)

Description:

Cantiga de Lai

Refrão

Rubrica:

Este lais fezerom donzelas a dom [L]ançarot quando estava na Ínsoa da Lidiça, quando a Rainha Genevra [o] achou com a filha do Rei Peles, e lhi defendeu que nom parecesse ant’ela.

Ledas sejamos hojemais!
E dancemos! Pois nos chegou
e o Deus connosco juntou,
cantemos-lhe aqueste lais!
5       Ca est'escudo é do melhor
       homem que fez Nostro Senhor!
  
Com [e]st'escudo gram prazer
hajamos! E cantemos bem!
E dancemos a nosso sem,
10pois lo havemos em poder!
       Ca est'escudo é do melhor
       homem que fez Nostro Senhor!
  
Oi nos devemos [a]legrar,
dest'escudo, que Deus aqui
15troux'e façamo-lo assi:
puinhemos muit'eno honrar!
       Ca est'escudo é do melhor
       homem que fez Nostro Senhor!


View annotations <


Cancioneiros:

B 266

Description:

Cantiga de Amor

Mestria

Pois minha senhor me manda
que nom vá u ela ´stiver,
quero-lho eu por en fazer,
pois mo ela 'ssi demanda.
5Mais nom me pod'ela tolher por en
que lh'eu nom queira gram bem.
  
Por quanto eu dela vejo,
minha senhor me defende,
que nom vá u ela entende
10que eu filho gram desejo.
Mais nom pod'ela por ende o meu
coraçom partir do seu.
  
E por quant'eu dela entendo,
que nom quer que a mais veja,
15bem me praz que assi seja:
mais vai-se meu mal sabendo;
e meus olhos me querem matar
quando lha nom vou mostrar.


View annotations <


Cancioneiros:

A 157

Description:

Cantiga de Amor

Mestria

Nostro Senhor, que mi a mim faz amar
a melhor dona de quantas El fez
e mais fremosa e de melhor prez
e a que fez mais fremoso falar,
5El me dê dela bem, se lhe prouguer,
ou mia morte (se m'aquesto nom der)
me dê, por me de gram coita quitar.
  
E se m'El aquesto nom quiser dar,
que Lh'hoj'eu rogo, rogar-Lh'-ei assi:
10que lhe possa, com'ela quer a mi, querer;
ca esto me pode guardar
da mui gram coita que eu hei d'amor.
E se m'esto nom der Nostro Senhor,
por que me fez El tal senhor filhar?
  
15Ben'o sei eu: fez-mi-o por se vengar
de mi, per esto e nom per outra rem;
se Lh'algum tempo fiz pesar, por en
me leix'assi desemparad'andar
e nom me quer contra ela valer;
20por me fazer maior coita sofrer
me faz tod'est'e nom me quer matar.


View annotations <


Cancioneiros:

A 241

Description:

Cantiga de Género incerto

Fragmento

Por muitas cousas eu que [...]


View annotations <


Cancioneiros:

B 888, V 472=1036

Description:

Tenção

Mestria

Rubrica:

Esta cantiga foi feita em tempo del-rei Dom Afonso, a seus privados

- Vós que soedes em corte morar,
desses privados queria saber
se lhes há privança muit'a durar:
ca os nom vejo dar nem despender,
5ante os vejo tomar e pedir;
e o que lhes nom quer dar ou servir
nom pode rem com el-rei adubar.
  
- Destes privados nom sei novelar
senom que lhes vejo mui gram poder
10e grandes rendas e casas ganhar;
e vejo as gentes muito emprobecer
e com probeza, da terra sair;
e há el-rei sabor de os ouvir,
mais eu nom sei que lhe vam conselhar.
  
15- Sodes de cort'e nom sabedes rem;
ca mester faz a tod'homem que dé,
pois à corte por livrar algo vem;
ca, se dar nom quer, por end'escass'é;
pense de dar, nom se trabalhe d'al;
20e se nom der, nom pod'adubar al,
ca os privados querem que lhes dem.


View annotations <


Cancioneiros:

B 1383, V 991

Description:

Cantiga de Tenção de amor

- Senhor, eu quer'ora de vós saber,
pois que vos vejo tam coitad'andar
com amor, que vos nom leixa, nem vos ar
leixa dormir, nem comer,
5que farei, a que faz mal Amor,
de tal guisa que nom dórmio, senhor,
nem posso contra el conselh'haver?
  
- Pero Garcia, nom poss'eu saber
como vos vós possades emparar
10d'Amor, segundo quant'é meu cuidar,
que vos nom faz muito mal sofrer;
ca tanto mal mi faz a mi Amor,
que se eu fosse do mundo senhor,
dá-lo-ia por amor nom haver!
  
15- Senhor, direi-vos que oí dizer
a quem del foi coitado gram sazom:
esse me disse que por oraçom,
per jajuar, per esmola fazer,
ca por aquesto se partiu del Amor;
20fazed'esto, quiçá Nostro Senhor
vo-lo fará por esto perder.
  
- Pero Garcia, sempr'oí dizer
que os conselhos bõos, bõos som;
farei esso, se Deus mi perdom,
25pois lhi per al nom posso guarecer;
pois que mi tanto de mal faz Amor,
rogarei muito a Nostro Senhor
que mi dê mort'ou mi o faça perder.