Rodrigo Anes de Alvares - All cantigas

View annotations <


Cancioneiros:

B 975/978bis, V 562
(C 975)

Description:

Cantiga de Amigo

Refrão

Ai amiga, tenh'eu por de bom sem
tod'homem que sa senhor gram bem quer
que lho nom entendem per nulha rem,
senom a quen'o el dizer quiser;
5       Rodrig'Eanes d'Alvares é tal:
quer-me milhor ca quis hom'a molher,
       mais nom sabem se me quer bem se mal.
  
Maravilho-me como nom perdeu
o corpo, per quantas terras andou,
10por mim, ou como nom ensandeceu;
por qual vos dig'o que a mim chegou:
       Rodrig'Eanes d'Alvares é tal:
des que me viu, nunca rem tant'amou,
       mais nom sabem se me quer bem se mal.
  
15Nem vistes homem tam gram coit'haver
com'el por mim há, assi Deus mi perdom,
nem por senhor tam gram coita sofrer
com'el sofre, há mui longa sazom,
       Rodrig'Eanes d'Alvares é tal:
20nunca de mim parte o seu coraçom,
       mais nom sabem se me quer bem se mal.


View annotations <


Cancioneiros:

V 1032
(C 1423)

Description:

Tenção

Mestria

- Rodrig'Eanes, queria saber
de vós por que m'ides sempre travar
em meus cantares; ca sei bem trobar;
e a vós nunca vos vimos fazer
5cantar d'amor nem d'amigo; e por en,
se querede'lo que eu faço bem
danar, terrám-vos por sem conhocer.
  
- Lourenço, tu fazes i teu prazer
em te quereres tam muito loar,
10ca nunca te vimos fazer cantar
que ch'en querrá nen'o Demo dizer.
Com'esso dizes, ar di ũa rem:
que és homem mui comprido de sem
e bom meestr'[e] que sabes leer.
  
15- Rodrig'Eanes, sempr'eu loarei
os cantares que mui bem feitos viir,
quaes eu faço; e quem os oír
pagar-s'-á deles; mais vos eu direi:
dos sarilhos sodes vós trobador,
20ca nom faredes um cantar d'amor
por nulha guisa qual eu [o] farei.
  
- Lourenç', enas terras u eu andei,
nom vi vilam tam mal departir;
e vejo-te [em] trobares cousir
25e loar-te; mais ũa cousa sei:
de tod'homem que entendudo for,
nom haverá em teu cantar sabor,
nem cho colherám em casa del-rei.
  
- Rodrig'Eanes, u meu cantar for,
30nom acharei rei nem emperador
que o nom colha - mui bem eu o sei.
  
- Lourenço, tenho que és chufador;
e vejo-t'ora mui gram loador
de pouco sem, [e] nom cho creerei.