João Airas de Santiago


Senhor fremosa, hei-vos grand'amor,
e os que sabem que vos quero bem
 têm que vos pesa mais doutra rem;
e eu tenho, fremosa mia senhor,
5       mui guisado de vos fazer pesar,
       se vos pesa de vos eu muit'amar.
  
Ca já vos sempr'haverei de querer
bem, e estas gentes que aqui som
têm que vos pesa de coraçom;
10e eu tenho já, enquanto viver,
       mui guisado de vos fazer pesar,
       se vos pesa de vos eu muit'amar.
  
Ca, mia senhor, sempre vos bem querrei,
e aquestas gentes que som aqui
15têm que vos faço gram pesar i;
e [eu] tenh'ora, e sempre terrei,
       mui guisado de vos fazer pesar,
       se vos pesa de vos eu muit'amar.
  
Ca vos nom posso, senhor, desamar,
20nem poss'amor, que me força, forçar.



 ----- Decrease text size

General note:

Se aqueles que sabem do amor do trovador pela sua senhora consideram que esse amor a desgosta, o trovador diz-lhe que estará destinado a dar-lhe esse desgosto - porque não a pode deixar de amar nem consegue forçar-se a isso.



General note


Description

Cantiga de Amor
Refrão
Cobras singulares
Finda
(Learn more)


Manuscript sources

B 952, V 540

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 952

Cancioneiro da Vaticana - V 540


Musical versions

Originals

Unknown

Contrafactum

Unknown

Modern Composition or Recreation

Unknown