Toponymy referred in the song:
  (line 9)

Pero Gonçalves de Portocarreiro


 Translate

Par Deus, coitada vivo      ←
pois nom vem meu amigo;      ←
pois nom vem, que farei?      ←
Meus cabelos, com sirgo      ←
5eu nom vos liarei.      ←
  
Pois nom vem de Castela,      ←
nom é viv', ai mesela,      ←
ou mi o detém el-rei;      ←
 mias toucas da Estela,      ←
10eu nom vos tragerei.      ←
  
Pero m'eu leda semelho,      ←
nom me sei dar conselho;      ←
amigas, que farei?      ←
Em vós, ai meu espelho,      ←
15eu nom me veerei.      ←
  
Estas doas mui belas,      ←
el mi as deu, ai donzelas,      ←
nom vo-las negarei;      ←
mias cintas das fivelas,      ←
20eu nom vos cingerei.      ←



 ----- Increase text size ----- Decrease text size

General note:

Infeliz porque o seu amigo não vem, não sabendo se ele está vivo ou morto ou se simplesmente o rei o retém em Castela, a donzela não sabe o que fazer. Na sua tristeza, crê que será inútil arranjar-se bem, pelo que não irá usar os belos presentes que ele lhe deu: uma fita de seda para o cabelo, uma touca de bom tecido navarro, um cinto com fivelas e um espelho, no qual, embora sabendo-se bonita, não se olhará.
Mas esta delicada cantiga de amigo, para além da originalidade que é a donzela se dirigir aos próprios objetos, funciona também a um nível simbólico: nomeadamente em relação aos cabelos, deve notar-se que, na época, só as donzelas os usavam soltos, sendo, pois, o ato de os ligar (aqui com a fita de seda) e o uso de toucas, características próprias das mulheres casadas (o que ela, eventualmente nunca será, sendo esse também o seu receio, subentendido, mas nunca expresso).



General note


Description

Cantiga de Amigo
Mestria
Cobras singulares (rima b uníssona)
(Learn more)


Manuscript sources

B 918, V 505
(C 918)

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 918

Cancioneiro da Vaticana - V 505


Musical versions

Originals

Unknown

Contrafactum

Unknown

Modern Composition or Recreation

Cancioneiro medieval 

Versão de Tomás Borba

Por Deus coitada vivo (Cantigas Jazz Suite - amores de adorar e dores de amor)      versão audio disponível

Versão de Abé Rabade

Por Deus, coitada vivo      versão audio disponível

Versão de Carlos Villanueva, In Itinere: Grupo Universitário de Câmara de Compostela