Search in glossary
  (line 5)

Afonso Pais de Braga


Ai mia senhor! quer'eu provar      ←
se poderei sem vós viver      ←
e veerei se hei poder      ←
d'algũa vez sem vós morar;      ←
5pero sei o que mi averrá,      ←
ca mil vezes o provei já      ←
e nunca o pud'acabar.      ←
  
Pero quero-o começar      ←
e forçar i meu conhocer      ←
10e sei de mi como há seer      ←
 - e ca vos hei pois a rogar,      ←
e quam pouco mi durará      ←
mia sanh'e quam bem mi será      ←
se vos posso desensanhar      ←
  
15escontra mi, que vos pesar      ←
nunca fiz, nem cuid'a fazer,      ←
mais sei-vos tam gram bem querer,       ←
que vos faz contra mi queixar;      ←
e pois mi Deus poder nom dá       ←
20que vos desame, assi m'hei já      ←
 vosc'a perder, por vos amar.      ←



 ----- Increase text size ----- Decrease text size

General note:

O trovador quer tentar afastar-se da sua senhora, indo para outro lugar, mas sabe, por anteriores tentativas, que dificilmente o conseguirá. Embora o vá tentar, antecipa o que lhe acontecerá: pouco durará o seu afastamento e voltará de novo para tentar desta vez que a senhora seja menos rigorosa a seu respeito e aceite o seu amor, que agora a incomoda.



General note


Description

Cantiga de Amor
Mestria
Cobras uníssonas
(Learn more)


Manuscript sources

B 854, V 440

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 854

Cancioneiro da Vaticana - V 440


Musical versions

Originals

Unknown

Contrafactum

Unknown

Modern Composition or Recreation

Unknown