Afonso Anes do Cotom


Traj'agora Marinha Sabugal
ũa velha que adusse de sa terra,
a que quer bem, e ela lhi quer mal;
e faz-lh[e] algo, pero que lh[e] erra;
5mais ora quer ir moiros guerreiar,
e quer consig[o] a velha levar
mais a velha nom é doita da guerra.
  
Muit'a mando[u] e p................



 ----- Increase text size

General note:

Outra cantiga que nos chegou incompleta, um retrato da soldadeira Marinha Sabugal e da sua velha criada, a qual não teria grande vontade de ir guerrear com os mouros. A alusão é, obviamente, maliciosa.



General note


Description

Escárnio e Maldizer
Fragmento
(Learn more)


Manuscript sources

B 1591, V 1123

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1591

Cancioneiro da Vaticana - V 1123


Musical versions

Originals

Unknown

Contrafactum

Unknown

Modern Composition or Recreation

Unknown