João Peres de Aboim, João Soares Coelho


- Joam Soares, comecei
de fazer ora um cantar,
vedes por quê: porque achei
boa razom pera trobar -
5ca vej'aqui um jograrom
que nunca pode dizer som
nen'o ar pode citolar.
  
- Joam Peres, eu vos direi
por que o faz, a meu cuidar:
10porque beve muit', [est'] eu sei;
  e come fode, pois falar
nom pode; por esta razom
canta el mal; mais atal dom
bem dev'el de vós a levar.
  
15- Joam Soares, responder
nom mi sabedes desto bem:
nom canta el mal por bever,
sabede, mais por ũa rem:
porque, des quando começou
20a cantar, sempre mal cantou
e cantará, mentre viver.
  
- Joam Peres, por maldizer
vos foi esso dizer alguém,
ca, pelo vinh'e per foder,
25perd'el o cantar e o sem;
mais bem sei eu que o miscrou
alguém convosc'e lhi buscou
mal, pois vos esso fez creer.
  
- Joam Coelho, el vos peitou
30noutro dia, quando chegou,
pois ides del tal bem dizer.
  
- Joam Peres, já [eu] vos dou
quanto mi deu e mi mandou
e quanto mi há de remeter.



 ----- Increase text size ----- Decrease text size

General note:

Esta tenção é uma jocosa disputa entre dois trovadores (primos, aliás) a propósito de um jogral não nomeado, acusado, como sempre, de não saber tocar nem cantar. João Peres d´Aboim e João Soares Coelho discutem animadamente as razões de tal facto: para o primeiro o defeito é congénito, para o segundo o vinho e a vida dissoluta estão na origem da sua incompetência. João Peres acaba por acusar jocosamente João Soares de receber dinheiro do jogral para o desculpar, ao que este último responde que está pronto a dar-lhe tudo quanto recebeu e receberá.



General note


Description

Tenção
Mestria
Cobras doblas
Finda (2)
(Learn more)


Manuscript sources

V 1009
(C 1400)

Cancioneiro da Vaticana - V 1009


Musical versions

Originals

Unknown

Contrafactum

João Soarez, Comecei      versão audio disponível

Versão de Vozes Alfonsinas, Manuel Pedro Ferreira

Modern Composition or Recreation

Unknown