João Airas de Santiago


Maravilho-m'eu, si Deus mi dê bem,
senhor, por quanto vos vejo rogar
Nostro Senhor, e vim-vos preguntar
que mi digades, por Deus, ũa rem:
5       em que vos podia Nostro Senhor
       fazer mais bem do que vos fez, senhor?
  
Fez-vos bem falar e bem parecer
e comprida de bem, per bõa fé,
10e rogades Deus, nom sei por que é;
e, mia senhor, quero de vós saber
       em que vos podia Nostro Senhor
       fazer mais bem do que vos fez, senhor?
  
15Ca vos fez mansa e de mui bom prez,
e já em vós mais bem nom poderá
haver; pois por que O rogades já?
Ca, pois que vos El tam muito bem fez,
       em que vos podia Nostro Senhor
20       fazer mais bem do que vos fez, senhor?
  
Eu, cativo, mui coitado d'amor,
havia que rogar Nostro Senhor,
25que m[i] fez sempre viver sem sabor,
e sem vosso bem-fazer, mia senhor.



 ----- Aumentar letra

Nota geral:

O trovador faz o habitual elogio da sua senhora, mas de uma forma bastante imaginativa: vendo-a rezar a Nosso Senhor, pergunta-lhe o que deseja obter mais, já que tudo Ele lhe concedeu: beleza, poder de argumentação, generosidade, mansidão, honra e valor. Na verdade, ele é que deveria pedir-Lhe ajuda para a triste vida que leva sem o seu amor.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Refrão
Cobras singulares
Finda
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 951, V 539

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 951

Cancioneiro da Vaticana - V 539


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas