Nuno Peres Sandeu


Madre, pois nom posso veer
meu amig', atanto sei bem:
que morrerei cedo por en;
e queria de vós saber:
5       se vos eu morrer, que será
       do meu amig'ou que fará?
  
E, pois aquestes olhos meus
por el perderam o dormir
e nom poss[o] end'eu partir
10o coraçom, madre, por Deus:
       se vos eu morrer, que será
       do meu amig'ou que fará?
  
E a mim era mui mester
ũa morte que hei d'haver
15ante que tal coita sofrer,
e pesar-mi-á, se nom souber
       se vos eu morrer, que será
       do meu amig'ou que fará.



 ----- Aumentar letra

Nota geral:

A moça diz à mãe que já não dorme e irá morrer em breve, pois não pode ver o seu amigo. E se isso acontecer, o que será dele?



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amigo
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 801, V 385

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 801

Cancioneiro da Vaticana - V 385


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Que será! Que fará 

Versão de Tomás Borba