Pesquisa no glossário
  (linha 5)

João Soares Coelho


Amigas, por Nostro Senhor,      ←
 andade ledas migo,      ←
ca puj'antre mia madr'amor      ←
e antr'o meu amigo      ←
5       e por aquest'ando leda;      ←
       gram dereit'hei [d]'andar leda      ←
       e andade migo ledas.      ←
  
Pero mia madre nom foss'i,      ←
mandou-mi que o visse;      ←
 10nunca tam bom mand[ad]'      ←
come quando mi o disse      ←
       e por aquest'ando leda;      ←
       gram dereit'hei d'andar leda      ←
       e andade migo ledas.      ←
  
15E mandou-o migo falar      ←
(vedes que bem mi há feito)      ←
 e venho-mi-vos en loar,      ←
ca puji já assi o preito      ←
       e por aquest'ando leda;      ←
20       gram dereit'hei d'andar leda      ←
       e andade migo ledas.      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

A donzela incita as amigas a alegrarem-se com ela, uma vez que conseguiu finalmente que a sua mãe se desse bem com o seu amigo. Como explica na 2ª e 3ª estrofes, não só ela a mandou encontrar-se com ele, e a sós, o que foi a melhor ordem que jamais tinha recebido, como tinha também mandado dizer ao amigo para vir a esse encontro. E é por isso que ela se vem gabar diante das amigas, solicitando que haja alegria geral.
Em várias cantigas anteriores a donzela queixa-se exatamente da feroz oposição da mãe aos seus amores, de modo que é possível que esta cantiga feche, se certa forma, esse ciclo.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amigo
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 685, V 287

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 685

Cancioneiro da Vaticana - V 287


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas