Vasco Gil


Irmãa, o meu amigo, que mi quer bem de coraçom
e que é coitado por mi, se Nostro Senhor vos perdom,
       treide-lo veer comigo, irmãa, o meu amigo.
  
Irmãa, o meu amigo, que sei que me quer maior bem
 5ca si nem ca seu coraçom, fazede por mi ũa rem:
       treide-lo veer comigo, irmãa, o meu amigo.
  
Irmãa, o meu amigo, que mi quer melhor ca os seus
olhos e que morre por mi, que vos amostr'o vosso Deus,
       treide-lo veer comigo, irmãa, o meu amigo.



 ----- Aumentar letra

Nota geral:

A moça pede à irmã para ir com ela ver o seu amigo, que a ama e morre por ela.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amigo
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 664, V 266
(C 664)

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 664

Cancioneiro da Vaticana - V 266


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas