Pesquisa no glossário
  (linha 7)

Airas Veaz


Senhor fremosa, por meu mal       ←
vos virom estes olhos meus,      ←
 ca des entom assi quis Deus      ←
e mia ventura, que é tal      ←
5       que nunca vos ousei dizer      ←
       o que vos queria dizer.      ←
  
 E al houv'eu vosc'a falar,      ←
senhor, sempr'u vosco falei,      ←
vedes porquê: ca me guardei       ←
10tam muit'em vos dizer pesar      ←
       que nunca vos ousei dizer      ←
       o que vos queria dizer.      ←
  
Seede mui bem sabedor:      ←
des que vos eu primeiro vi,       ←
15sempre mui gram coita sofri,      ←
e assi quis Nostro Senhor:      ←
       que nunca vos ousei dizer      ←
       o que vos queria dizer.      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Embora fale com a sua senhora de outros assuntos, o trovador é incapaz de lhe confessar o seu amor.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 444, V 56

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 444

Cancioneiro da Vaticana - V 56


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

[Senhor fremosa por meu mal] 

Versão de Tomás Borba