Fernão Gonçalves de Seabra


Se hei coita, muito a nego bem,
pero que m'hei a do mundo maior
por vós; mais hei de vós tam gram pavor
que vos direi, mia senhor, que mi avém:
5       hei gram coita; de mais hei a jurar
       que nom hei coit'a quem m'en preguntar.
  
A vós nom ous'a gram coita dizer
que hei por vós eno meu coraçom;
e com pavor, assi Deus me perdom,
10que hei, senhor, de vos pesar fazer,
       hei gram coita; de mais hei a jurar
       que nom hei coit'a quem m'en preguntar.



 ----- Aumentar letra

Nota geral:

Ainda na temática da dor escondida, que o trovador aborda em várias cantigas, ele dirige-se agora à sua senhora, dizendo-lhe isso mesmo, e confessando que, se nem a ela a confessa, é por ter um enorme medo de lhe desagradar.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

A 214

Cancioneiro da Ajuda - A 214


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas