Pesquisa no glossário
  (linha 6)

Pero Mafaldo


- Senhor, por vós e polo vosso bem,      ←
que vos Deus deu, vem muito mal a mi;      ←
por Deus, senhor, fazed'o melhor i!      ←
- Vedes, amig', o que vos farei en:      ←
5       se vos por mi, meu amigo, vem mal,      ←
        pesa-m'ende, mais nom farei i al.      ←
  
- Senhor fremosa, mais vos en direi:      ←
o vosso bem e vós e voss'amor      ←
me dam gram mal, que nom podem maior.      ←
10- Já vos dixi quanto vos en farei:      ←
       se vos por mi, meu amigo, vem mal       ←
       pesa-m'ende, mais nom farei i al.      ←
  
- De vos pesar, senhor, bem est e prez,      ←
pero nom poss'eu per tanto viver      ←
15se vós i mais nom quiserdes fazer.      ←
- Já vo-lo dix'e direi outra vez:      ←
       se vos por mi, meu amigo, vem mal,       ←
       pesa-m'ende, mais nom farei i al      ←
  
de que mi pesa: cuid'eu que é mal      ←
20demais, amigo, demandardes-mi al.      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Em diálogo com a sua senhora, o trovador queixa-se do mal que ela lhe causa e pede-lhe que o trate melhor. Mas ela responde-lhe que, embora o seu sofrimento lhe pese, não modificará a sua atitude. Na última estrofe, o trovador reconhece que o facto de o seu sofrimento lhe pesar só lhe fica bem, mas garante-lhe que não poderá viver muito mais tempo assim. Não variando na sua resposta (até porque dada quase toda em refrão), a dama acrescenta, na finda, que não é correto ele pedir-lhe mais .
Numa cantiga de amigo do trovador, a donzela parece retomar o que diz aqui esta voz feminina (alterando um pouco a sua posição).



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Refrão, Dialogada
Cobras singulares
Finda
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 371

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 371


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas