Pesquisa no glossário
  (linha 10)

Vasco Gil


 Muito punhei de vos negar,      ←
senhor fremosa, o gram bem      ←
que vos quero; mais já per rem      ←
no[m] hei poder de me guardar      ←
5       que vos nom haja de fazer,      ←
       do bem que vos quero, saber.      ←
  
Quisera-m'eu que foss'assi,      ←
que podesse meu coraçom      ←
encobrir, mais nom me perdom      ←
 10Deus, se já poss'al fazer i      ←
       que vos nom haja de fazer,      ←
       do bem que vos quero, saber.      ←
  
Ca entend'i eu, por meu mal,      ←
que vós parecedes melhor      ←
15de quantas eu vi, mia senhor;      ←
pero nom poss'i fazer al      ←
       que vos nom haja de fazer      ←
       do bem que vos quero saber.      ←
  
Tal bem vos quero que bem sei      ←
20per rem que nom posso guarir,      ←
 pero nom me poss'en partir,      ←
mais é 'ssi que poder nom hei      ←
       que vos nom haja de fazer,      ←
       do bem que vos quero, saber.      ←
  
25Ca todo nom sei hoj'eu quem      ←
o podesse dizer per rem.      ←
  
E negara-vo-l'eu, mais nom      ←
quis Deus, nen'o meu coraçom.      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Dirigindo-se à sua senhora, o trovador diz-lhe que, se durante muito tempo tudo fez para esconder-lhe o bem que lhe quer, já não aguenta mais calar-se e, mesmo contra sua vontade, tem de lho dizer.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Refrão
Cobras singulares
Finda (2)
(Saber mais)


Fontes manuscritas

A 150

Cancioneiro da Ajuda - A 150


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas