Pesquisa no glossário
  (linha 22)

Pero Garcia Burgalês


Joana, dix'eu, Sancha e Maria      ←
 eno meu cantar, com gram coita d'amor;      ←
e pero nom dixe por qual morria      ←
de todas três, nem qual quero melhor,      ←
5nem qual me faz por si o sem perder,      ←
nem qual me faz ora por si morrer,      ←
de Joana, de Sancha, de Maria.      ←
  
Tant'houve medo que lhe pesaria      ←
que nom dixe qual era mia senhor      ←
10de todas três, nem a por que morria,      ←
nen'a que eu vi parecer melhor      ←
de quantas donas vi e mais valer      ←
em todo bem; non'a quige dizer      ←
tant'houve medo que lhe pesaria.      ←
  
15E pero mais tolher nom me podia      ←
do que me tolhe, pero m'hei pavor:      ←
tolhe-mi o corpo que já nunca dia      ←
 éste, nem noite, que haja sabor      ←
de mim nem d'al! Que mi há mais a tolher?      ←
20Nom vej'ela, que moiro por veer,      ←
que éste o mais que me tolher podia!      ←
  
 E por aquest'eu viver nom querria,      ←
 per bõa fé, ca vivo na maior      ←
coita do mundo des aquele dia      ←
25que a nom vi, ca nom houve sabor      ←
de mim nem d'al, nem vi nunca prazer.      ←
E pois me vej'em tal coita viver,      ←
Deus me confonda se viver querria!      ←
  
Ca esta dona me tolheu poder      ←
30de rogar Deus e fezo-me perder      ←
pavor de morte, que ante havia.      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Segunda de uma série de quatro cantigas onde o trovador faz um jogo com a identidade da senhora amada, a partir de três nomes femininos (Joana, Sancha e Maria). Referindo a cantiga anterior, o trovador confirma que não disse qual delas era a sua senhora, com medo de a contristar. A partir de 3ª estrofe, no entanto, a composição segue o registo tópico da cantiga de amor, com o trovador a lamentar o que sofre por não a ver, um sofrimento que o faz desejar a morte.
Sendo certo que as composições partem claramente do modelo da cantiga de amor, desenvolvendo um dos seus elementos mais típicos, o segredo quanto à identidade da amada, também é certo que esta referência muito concreta aos nomes das três donzelas assume inegavelmente um sentido jocoso, razão pela qual teremos de considerar o seu género incerto.



Nota geral


Descrição

Género incerto
Mestria
Cobras uníssonas
Palavra(s)-rima: (v. 3 de cada estrofe)
morria (I, II), dia (III, IV);
(v. 4) melhor (I, II), sabor (III, IV)
Dobre: (vv. 1 e 7 de cada estrofe)
Maria (I), tant'houve medo que lhe pesaria (II), podia (III), querria (IV)
Finda
(Saber mais)


Fontes manuscritas

A 104, B 212

Cancioneiro da Ajuda - A 104

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 212


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas