Cantiga referida em nota


Pedro Amigo de Sevilha


Lourenço nom mi quer creer,
pero que o conselho bem,
do que el nom sabe fazer;
 e pero, se mi creess'en,
5de três cousas, que bem direi,
podia per i com el-rei
e com outros bem guarecer.
  
E quero-lh'eu logo dizer
 ũa antr'as cousas que el tem
10que sabe melhor: e saber
podedes que nom sabe rem
trobar, ca trobador nom há
eno mundo, nem haverá,
a que s'el queira conhocer.
  
15E bem com'el faz do trobar,
assi jura, se veess'i
 Pero Sem com el[e] cantar
e Pero Bodin'outrossi
e quantos cantadores som:
 20por todos diz el ca nom
lhis quer end'avantada dar.
  
Ainda de seu citolar
vos direi eu quanto lh':
diz que o nom podem passar
25todos quantos andam aqui;
e por esto lhi conselh'eu
que leix'esto, que nom é seu,
em que lhi vam todos travar.
  
E eu que lh'o conselho dou
30que leix'est'a que se filhou,
diz que ando pol'enganar!



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Mais um jocoso ataque contra o jogral Lourenço: segundo Pedro Amigo, trovar, cantar e tocar cítola não seriam as suas especialidades. O pior é que Lourenço insiste, não dando ouvidos aos bons conselhos de Pedro Amigo. De facto, Lourenço não fica calado e responde-lhe à letra numa cantiga.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Escárnio e maldizer
Mestria
Cobras doblas (rima c singular)
Finda
(Saber mais)


Fontes manuscritas

V 1202

Cancioneiro da Vaticana - V 1202


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas