Toponímia referida na cantiga:
  (linha 4)

Afonso Anes do Cotom


 Meestre Nicolás, a meu cuidar,      ←
 é mui bom físico: nom por saber      ←
el assi as gentes bem guarecer,      ←
  mais vejo-lhi capelo d'ultramar      ←
5e trage livros bem de Mompisler,      ←
e latim come qual clérigo quer      ←
entende, mais nõn'o sabe tornar.      ←
  
E sabe seus livros sigo trager      ←
come meestr'e sabe-os catar      ←
10e sab[e] os cadernos bem cantar;      ←
quiçai nom sabe per eles leer,      ←
mais bem vos dirá quisquanto custou      ←
todo per conta, ca ele x'os comprou.      ←
Ora veede se há gram saber!      ←
  
  15E em bom ponto el tam muito leeu,      ←
ca per [i] o preçam condes e reis,      ←
e sabe contar quatro e cinc'e seis      ←
per [e]strolomia que aprendeu;      ←
e mais vos quer'end'ora dizer eu:      ←
20mais vam a el que a meestr'Andreu,      ←
des antano que o outro morreu.      ←
  
E outras artes sab'el mui melhor      ←
que estas todas de que vos falei:      ←
 diz das aves como vos [eu] direi:      ←
25que x'as fezo todas Nostro Senhor;      ←
 e dos [e]stormentos diz tal razom:      ←
que mui bem pod'em eles fazer som      ←
tod'o homem que en seja sa[bedor].      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Mestre João Nicolás foi um dos físicos dos reis de Leão e Castela desde meados do século XIII até pelo menos 1306. Aqui Cotom diverte-se a acusá-lo de saber mais de contas do que de medicina e de pouco ter aproveitado dos seus estudos de astrologia, agoiraria e música.
A cantiga insere-se na muito tradicional sátira contra os médicos (de que há, pelo menos, mais dois exemplos nos cancioneiros), e será certamente mais jocosa do que crítica.



Nota geral


Descrição

Escárnio e Maldizer
Mestria
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1584, V 1116

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1584

Cancioneiro da Vaticana - V 1116


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas