Osoiro Anes


Par Deus, fremosa mia senhor,
macar me fazedes pesar,
hei-vos já sempr'a desejar
nos dias em que vivo for;
5ca m'al poderedes fazer,
quando ar quiserdes pr[azer]
  
[...]



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Fragmento de uma cantiga, no qual o trovador reafirma a perenidade do seu amor.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Fragmento
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 42

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 42


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas