Antroponímia referida na cantiga:
  (linha 1)

Rui Gomes de Briteiros


Joam Fernándiz, aqui é chegado      ←
um freir'e anda um mouro buscando,      ←
e anda dele os sinaes dando:      ←
e diz que é cresp[o] e mal talhado;      ←
5e ide-vos deste preito [guardando]:      ←
 ca atal era o voss'anaçado      ←
que vos eu achei [sem ser] bautizado.      ←
  
[...]      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Só esta estrofe nos chegou desta outra cantiga de Rui Gomes de Briteiros, dirigida ao mesmo João Fernandes da cantiga anterior (pela ordem do manuscrito). O equívoco é aqui mais claro, já que recai na identidade do mouro que um frade alegadamente procurava. Pelo caminho ir-se-ia fazendo troça da falta de beleza do visado (os dados desta estrofe coincidem com os que Afonso Eanes do Cotom nos apresenta na cantiga em que alude a esta mesma personagem).



Nota geral


Descrição

Cantiga de Escárnio e maldizer
Fragmento
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1544

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1544


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas