Airas Peres Vuitorom


Pois que Dom Gómez Cura querria
com boas aves ante prender mal
ca bem com outras, nom lhi dê Deus al
erg'estes corvos, per que s'el fia;
5e com qual corv'el soubess'escolher
o leixasse mal andante seer
Deus, ca depois em bem tornaria.
  
Com[o] el sabe [bem] d'agoiria,
se houvesse bom corvo carnaçal
10ou cornelha ou águia caudal
atal qual xe Dom Gómez oía!
[Com] a qual lhi leixasse Deus perder
a herdad'e o corpo e o haver,
ca todo x'el depois cobraria.
  
15E pois sab'el tod'alegoria
d'agoiro, quando da sa casa sal,
se houvess'el ũa cornelh'atal
qual x'a Dom Gómez consinaria!
Com atal viss'el a casa arder
20e lhi leixasse Deus morte prender
sem confissom, ca pois s'ar porria;
  
E com bom corvo, foss'el pois caer
eno infern'e ficass'em poder
do diabo, ca pois s'ar porria.



 ----- Aumentar letra

Nota geral:

Cantiga que nos remete para o mundo das crenças e feitiçarias medievais, neste caso, o dos agoiros, ou seja, a previsão do futuro através da consulta das aves, nomeadamente corvos e águias. A cantiga, que é de leitura algo difícil nos manuscritos, dirige-se a um tal D. Gomes Cura (se a leitura do nome está correta), cuja confiança cega na virtude das aves leva o trovador a desejar-lhe uma série de desgraças, de modo a ele poder ultrapassá-las com as suas artes.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Escárnio e maldizer
Mestria
Cobras uníssonas
Finda
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1476, V 1087

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1476

Cancioneiro da Vaticana - V 1087


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas