Cantiga referida em nota
  (linha 21)

Martim Soares

Rubrica:

Outrossi fez estes cantares aposto[s] a um jogral que diziam Lopo e citolava mal e cantava peior; e som estes


 Foi a cítola temperar
Lopo, que citolasse;
e mandarom-lh'algo dar,
em tal que a leixasse;
5e el cantou log'entom,
 e ar derom-lh'outro dom,
em tal que se calasse.
  
U a cítola temperou,
logo lh'o dom foi dado,
10que a leixass', e el cantou;
e diss'um seu malado:
[- Pera leixar de cantar,]
ar dê-lh'alg', a quem pesar:
nom se cal'endoado.
  
15E conselhava eu bem
a quem el dom pedisse,
desse-lho log'e, per rem,
seu cantar nom oísse,
ca est'é, ai, meu senhor,
20o jogral braadador
que nunca bom som disse.



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Primeiro dos quatro cantares em que Martim Soares troça do jogral Lopo, como nos indica a rubrica. Este Lopo será certamente o Lopo, jograr de quem os cancioneiros nos transmitiram onze cantigas.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Escárnio e maldizer
Mestria
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1363, V 971

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1363

Cancioneiro da Vaticana - V 971


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas