Estêvão da Guarda


 Alvar Rodriguiz dá preço d'esforço
a est'infante mouro pastorinho
e diz que, pero parece menin[h]o,
que parar-se quer a tod'alvoroço;
5e maestr'Ali, que vejas prazer,
d'Alvar Rodriguiz punha de saber
se fode já este mouro tam moço.
  
 Diz que per manhas e per seu sembrante
sab'el do mouro que hom'é comprido
 10e pera parar-se a tod'arroído;
e que sabe que tal é seu talante;
e maestr'Ali, que moiras em fé,
d'Alvar Rodriguiz sab'ora como é
e se fode já este mour'infante.
  
15El diz do mouro que sabe que ten'o
seu coraçom em se parar a feito,
porque o cria e lhi sab'o jeito,
pero parece de corpo pequeno;
e maestr'Ali sab'i ora bem
20d'Alvar Rodriguiz, poilo assi tem,
se fode já este mouro tam neno.



 ----- Diminuir letra

Nota geral:

Nova cantiga dirigida a Álvaro Rodrigues, personagem a quem Estêvão da Guarda dirige cinco cantigas. Aqui, num bem achado equívoco, apesar da crueza de linguagem, o trovador parece aludir a práticas homossexuais que ele manteria com um seu jovem criado muçulmano. O equívoco assenta, como se compreende, na indefinição do sujeito do verbo do refrão (numa leitura "inocente", o que o trovador pretende saber é se o rapaz já é homem, "este mouro" funcionando como sujeito do verbo ; mas o sujeito pode ser igualmente Álvaro Rodrigues).
Apesar do tema ser aparentemente privado, não é impossível que esta e as restantes quatro composições pudessem ter um enquadramento político. Vejam-se a esse respeito, as notas antroponímicas referentes a Álvaro Rodrigues e também a Mestre Ali, a personagem referida nos quintos versos de cada estrofe (personagem que, parecendo ser apenas o interlocutor a quem o trovador pede a informação, pode ser bem mais do que isso). A cantiga seguinte dos manuscritos prolonga, de forma semelhante, esta mesma temática.
Acrescente-se que o Conde D. Pedro de Barcelos dirige também uma cantiga a esta personagem.



Nota geral


Descrição

Escárnio e Maldizer
Mestria
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1317, V 922

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1317

Cancioneiro da Vaticana - V 922


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas