Martim Codax


 Translate

Ondas do mar de Vigo,
se vistes meu amigo?
       e ai Deus, se verrá cedo?
  
Ondas do mar levado,
5se vistes meu amado?
       e ai Deus, se verrá cedo?
  
Se vistes meu amigo,
o por que eu sospiro?
       e ai Deus, se verrá cedo?
  
10Se vistes meu amado,
o por que hei gram coidado?
       e ai Deus, se verrá cedo?



 ----- Aumentar letra


Para acesso à discografia de Martim Codax, consultar:
Martín Códax: Cantigas de Amigo - A discography



Nota geral:

Primeira de sete cantigas d´amigo, que a maior parte dos comentadores julga constituir um ciclo unitário (havendo diversas matizações ou discrepâncias quanto ao estatuto da sexta e da sétima cantigas, já que a sexta aparece sem música no Pergaminho Vindel, e a sétima foi aí acrescentada pelo copista musical). A unidade do ciclo seria de tipo fundamentalmente retórico, havendo uma progressão narrativa somente entre a cantiga II e a cantiga IV.
Nesta primeira cantiga, a donzela interpela as ondas do mar, perguntando-lhes se acaso sabem do seu amigo e se virá em breve (note-se, para melhor compreensão de um dos contextos possíveis deste apelo, que, na época, as viagens longas eram geralmente feitas por via marítima).



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amigo
Refrão e Paralelística
Cobras alternadas
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1278, N 1, V 884
(C 1278)

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1278

Cancioneiro da Vaticana - V 884

Pergaminho Vindel - N 1


Versões musicais

Originais

Ondas do mar de Vigo      versão audio disponível

Versões de Martim Codax

Ondas do Mar de Vigo 

Versão de Martim Codax, Frederico de Freitas

Ondas do Mar de Vigo      versão audio disponível

Versão de Martim Codax, Dulce Pontes

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Ondas do mar de Vigo      versão audio disponível

Versão de Xoán Eiriz