Cantiga referida em nota


Lopo


Assanhou-se, madr[e], o que mi quer gram bem,
 contra mi endoad'e foi-s'ora daquém;
       e se soubess'eu, madre, ca mi sanhud'ia,
       desassanhá-lo-ia.
  
5Sabe-o Sam Leuter, a que o eu roguei
que o nom mereci, pero o sanhud'hei;
       e se soubess'eu, madre, ca mi sanhud'ia,
       desassanhá-lo-ia.
  
Assanhou-se [e] foi-se, sem o meu prazer,
10e quando mi o disserom, non'o quis creer;
       e se soubess'eu madre, ca mi sanhud'ia,
       desassanha-lo-ia.



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Variação da cantiga anterior: dirigindo-se a sua mãe, a donzela lamenta que o seu amigo se tenha ido embora zangado, e sem que ela lhe tenha dado motivos para isso. De resto, se ela tivesse sabido que ela ia zangado, teria arranjado maneira de lhe tirar a zanga.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amigo
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1255, V 860

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1255

Cancioneiro da Vaticana - V 860


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas