Toponímia referida na cantiga:
  (linha 3)

Martim Padrozelos


Por Deus, que vos nom pês,      ←
mia madr'e mia senhor,      ←
d'ir a Sam Salvador,      ←
ca, se hoje i vam três      ←
5       fremosas, eu serei      ←
       a ũa, ben'o sei.      ←
  
Por fazer oraçom      ←
quer'hoj'eu alá ir,      ←
e, por vos nom mentir,      ←
10se hoj'i duas som      ←
       fremosas, eu serei      ←
       a ũa, ben'o sei.      ←
  
I é meu amig', ai      ←
madr', e i-lo-ei veer      ←
15por lhi fazer prazer;      ←
se hoj'i ũa vai      ←
       fremosa, eu serei      ←
       a ũa, ben'o sei.      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

A moça pede à mãe que a deixe ir, com algumas amigas, a S. Salvador de Valongo rezar, mas, sobretudo ver o seu amigo, que lá estará.
A originalidade da cantiga reside, no entanto, no modo lúdico como o número de formosas que irão na viagem passa sucessivamente de três, a duas e, enfim, a uma - expressão que, repetida em refrão desde o início (uma delas), na última estrofe, assume o seu verdadeiro sentido: "a única" (a "única formosa", bem entendido).



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amigo
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1243, V 848

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1243

Cancioneiro da Vaticana - V 848


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Por Deus      versão audio disponível

Versão de Ensemble Alcatraz