Pesquisa no glossário
  (linha 7)

Rui Martins do Casal


Que muito bem fez Deus a mia senhor,      ←
se por bem tem de lh'eu gram bem querer!      ←
Ca tam bem está já do meu amor      ←
que nunca jamais o pode perder.      ←
5       Mais si eu dela estevess'assi,      ←
       mui maior bem faria Deus a mim.      ←
  
Muito bem lhi fez, aquesto sei eu,      ←
se a ela praz de lhi eu querer bem:      ←
pois meu coraçom é em poder seu      ←
10que nunca o pode perder per rem.      ←
       Mais se eu dela estevess'assi,      ←
       mui maior bem faria Deus a mim.      ←
  
E muito bem lhi deve Deus fazer,      ←
se com meu serviço lhi prazerá:      ←
15poilo meu coraçom tem em seu poder      ←
que nunca já per rem o perderá.      ←
       Mais se eu dela estevess'assi,      ←
       mui maior bem faria Deus a mim.      ←
  
E se prouguesse a Deus que foss'assi      ←
20nom me fezesse outro bem des ali.      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

O trovador afirma que, se a sua senhora considerar o seu amor um bem, muito bem Deus lhe terá feito, pois o seu coração está em seu poder e é um amor que nunca perderá. Mas, acrescenta, se a sua situação em relação a ela fosse a mesma, muito maior bem lhe faria Deus a ele. E não Lhe pediria mais nada, conclui na finda.
Note-se que será esta uma das poucas cantigas de amor onde a voz masculina não refere a sua coita, ou sofrimento.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Refrão
Cobras singulares
Finda
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1160, V 763

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1160

Cancioneiro da Vaticana - V 763


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas