João Servando


Fui eu a Sam Servando por veer meu amigo,
e non'o vi na ermida nem falou el comigo,
       namorada.
  
Disserom-mi mandado do que muito desejo,
5ca verria a Sam Servando e, pois eu non'o vejo,
       namorada.



 ----- Aumentar letra

Nota geral:

A donzela foi à ermida de S. Servando, acorrendo a um recado do seu amigo, mas ele não apareceu. É muito possível que a composição esteja incompleta.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amigo
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1151, V 744

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1151

Cancioneiro da Vaticana - V 744


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas