Bernal de Bonaval


Pois mi dizedes, amigo, ca mi queredes vós melhor
de quantas eno mundo som, dizede, por Nostro Senhor,
       se mi vós queredes gram bem,
        ir como podedes daquém?
  
5E pois dizedes ca poder nom havedes d'al tant'amar
come mim, ai meu amigo, dizede, se Deus vos ampar,
       se mi vós queredes gram bem,
       ir como podedes daquém?
  
E pois vos eu ouço dizer ca nom amades tam muit'al
10come mi, dized', amigo, se Deus vos lev'a Bonaval,
       se mi vós queredes gram bem,
       ir como podedes daquém?
  
 Porque sempre dizer, d'u home muit'amou molher
que se nom podia end'ir, pesar-mi-á, se eu nom souber:
15       se mi vós queredes gram bem,
       ir como podedes daquém?



 ----- Aumentar letra

Nota geral:

Dirigindo-se ao seu amigo, a donzela pergunta-lhe por que motivo vai partir para longe dela (para Bonaval, como se depreende da 3ª estrofe) se diz que a ama tanto.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amigo
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1138, V 729
(C 1138)

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1138

Cancioneiro da Vaticana - V 729


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas