Toponímia referida na cantiga:
  (linha 4)

Pero de Ver


Ai Deus, que doo que eu de mi hei,      ←
porque se foi meu amig'e fiquei      ←
       pequena e del namorada.      ←
  
 Quando s'el houve de Julham a ir,      ←
5fiquei, fremosa, por vos nom mentir,      ←
       pequena e del namorada.      ←
  
Ali houv'eu de mia morte pavor,      ←
 u eu fiquei, mui coitada pastor,      ←
       pequena e del namorada.      ←



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

A moça, muito jovem, exprime a sua mágoa por o seu amigo ter partido da ermida de S. Julião, deixando-a enamorada.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amigo
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 1128, V 720
(C 1128)

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 1128

Cancioneiro da Vaticana - V 720


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas