João Soares Somesso


Per com'Amor leixa viver
mi, nom se dev'a esforçar
homem contra el, nem cuidar
que nom faz quanto quer fazer.
5Ca tod'el faz come senhor;
e por fazer a mi peor,
por en me nom leixa morrer.
  
[...]



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Fragmento de uma cantiga que versaria sobre o poder do Amor. Nesta única estrofe que nos chegou, o trovador afirma que, pelo modo como vive (em sofrimento, mas sem morrer), conclui que não vale a pena lutar contra o Amor, que age como um senhor implacável.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Fragmento
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 128

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 128


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas