Pesquisa por tema

Tema = Instituições mencionadas

 

62 ocorrências encontradas.


À lealdade da Bezerra, que pela Beira muit'anda,, Airas Peres Vuitorom

A meu amigo mandad'enviei, João Airas de Santiago

A vós, Dona abadessa, Fernando Esquio

Abadessa, Nostro Senhor, Gonçalo Anes do Vinhal

Abadessa, oí dizer, Afonso Anes do Cotom

Ai Justiça, mal fazedes, que nom, João Airas de Santiago

Ai Justiça, mal fazedes, que nom, João Airas de Santiago

Amigo, queredes-vos ir, João Airas de Santiago

Ansur Moniz, muit'houve gram pesar, Afonso X

Chegou Paio de más artes, Pero Mendes da Fonseca

Com vossa graça, minha senhor, Fernão Pais de Tamalhancos

Dom Afonso Lopes de Baiam quer, Paio Gomes Charinho

Dom Ansur, per qual serviço fazedes, Vasco Peres Pardal

Dom Bernaldo, pois tragedes, Pero da Ponte

É sa sela muito dura, João Servando

Em Arouca ũa casa faria, Afonso Lopes de Baião

Em preito que Dom Foam há, Estêvão da Guarda

Falavam duas irmanas, estand'ante sa tia,, Afonso X

Foi-s'o meu amigo a cas d'el-rei, João Airas de Santiago

Joam Bolo jouv'em ũa pousada, D. Dinis

Joam Fernández, o mund'é torvado, João Soares Coelho

Joam Nicolás soube guarecer, Airas Peres Vuitorom

Meu dano fiz por tal juiz pedir, Estêvão da Guarda

Meu senhor rei de Castela, João Airas de Santiago

E nom est a de Nogueira, Pedro Anes Solaz

Nom é Amor em cas d'e[l]-rei, Gil Peres Conde

Nom é Amor em cas d'e[l]-rei, Gil Peres Conde

O arrais de Roi Garcia, Afonso Mendes de Besteiros

O meu amigo novas sabe já, João Airas de Santiago

O que seja no pavio, João Fernandes de Ardeleiro

- O voss'amigo que s'a cas d'el-rei, João Airas de Santiago

Os d'Aragom, que soem donear, Caldeirom

Os de Burgos som coitados, Pero da Ponte

Os privados, que d'el-rei ham, Pedro, conde de Barcelos

Par Deus, infançom, queredes perder, João Garcia de Guilhade

Par Deus, infançom, queredes perder, João Garcia de Guilhade

Pero Colhos é deitado, Mem Rodrigues de Briteiros ou João Fernandes de Ardeleiro

Pero el-rei há defeso, Estêvão da Guarda

- Pero Martiins, ora por caridade, Vasco Gil, Pero Martins

Pois cata per u m'espeite, Estêvão da Guarda

Pois teu preit'anda juntando, Estêvão da Guarda

Pois vós, meu amigo, morar, Lopo

Porque no mundo mengou a verdade, Airas Nunes

Preguntei ũa don[a] em como vos direi:, Rodrigo Anes de Vasconcelos

Quand'eu passei per Dormãa, Fernão Pais de Tamalhancos

Que muito mi de Fernam Diaz praz, Pero Garcia Burgalês

Queredes ir, meu amigo, eu o sei, João Airas de Santiago

Quero-vos ora mui bem conselhar, Afonso X

- Rei D. Afonso, se Deus vos perdom, Vasco Gil, Afonso X

Se me graça fezesse este Papa de Roma!, Afonso X

Senhor, Dom Ansur se vos querelou, Vasco Peres Pardal

U noutro dia Dom Foam, D. Dinis

U noutro dia seve Dom Foam, D. Dinis

Ũa dona foi de pram, Gonçalo Anes do Vinhal

- Ũa pregunta vos quero fazer, Paio Gomes Charinho, Afonso X

Um cavaleiro havia, Pedro, conde de Barcelos

Um cavaleiro me diss'em baldom, Estêvão da Guarda

Um ric'home a que um trobador, Afonso Sanches

Vai meu amigo com el-rei morar, João Airas de Santiago

Veerom-m'agora dizer, Afonso Anes do Cotom

Vi eu donas, senhor, em cas d'el-rei, João Airas de Santiago

- Vós que soedes em corte morar, Martim Moxa ou Anónimo