Antroponínima

Pessoas referidas em cantigas

João Airas



Descrição

É possível que se trate do barbeiro que, em 1260, surge como testemunha num documento de venda, guardado no Tombo C da catedral de Santiago, e recentemente dado a conhecer por Souto Cabo1 (por nele surgirem os nomes dos trovadores Sancho Sanches e Pero Meogo). Com efeito, e embora este investigador não o refira, mesmo antes destes nomes, uma das testemunhas dessa venda é exatamente um "Iohannes Arie, rasor domini archiepiscopi", ou seja, o barbeiro do célebre arcebispo João Airas de Santiago (outro homónimo).


Referências

1 Souto Cabo, José António (2012), "En Santiago, seend’ albergado en mia pousada. Nótulas trovadorescas compostelanas", in Verba, 39, doc. 11.
      Aceder à página Web


Cantigas que referem esta pessoa



Quando chamam Joan'Airas, reedor, bem cuid'eu logo, João Airas de Santiago
   (Linha 1): Quando chamam Joan'Airas, reedor, bem cuid'eu logo,