Glossário

Aqueste/a


Significado: este/a

Cantigas em que ocorre o termo



A maior coita que eu vi sofrer, Fernão Velho
   (Linha 14): aquesta coita de quantas fará

A um corretor que vi, Estêvão da Guarda
   (Linha 6): el e aquesta sa molher:

Agora m'hei eu a partir, João Soares Somesso
   (Linha 19): por aqueste mal que me faz,

Agora viv'eu como querria, Rui Queimado
   (Linha 20): de já mais aquesta coita sofrer

Ai vertudes de Santa Cecília, Martim de Ginzo
   (Linha 7): com gram pesar fez aquesta ida

Amigas, eu oí dizer , Gonçalo Anes do Vinhal
   (Linha 3): com aquestes d'el-rei e nom

Amor, de vós bem me posso loar, Martim Moxa
   (Linha 18): aquesta dona, por seu bem haver;

Aquestas noites tam longas que Deus fez em grave dia, Juião Bolseiro
   (Linha 1): Aquestas noites tam longas que Deus fez em grave dia

Aqueste mui gram mal d'amor, Rui Fernandes de Santiago
   (Linha 1): Aqueste mui gram mal d'amor

Bailemos nós já todas três, ai amigas, Airas Nunes
   (Linha 2): sô aquestas avelaneiras frolidas,

Bem poss'Amor e seu mal endurar, Martim Moxa
   (Linha 14): e aquest'é meu viço e meu sabor!

Bispo, senhor, eu dou a Deus bom grado, Estêvão da Guarda
   (Linha 19): e pois vos el-rei aqueste logar dá,

Chegades, amiga, d'u é meu amigo, Airas Carpancho
   (Linha 3): que falarei vosco tod'aqueste dia,

(Co[m’] homem ferido com ferro e com pau), Diogo Gonçalves de Montemor-o-Novo
   (Linha 6): aquesta ribeira dá grandes correntes

Coitado vivo mais de quantos som, Pedro Amigo de Sevilha
   (Linha 8): fosse; mais dizem aquestes que ham

De quantas cousas eno mundo som, Paio Gomes Charinho
   (Linha 5): O mar semelha muit'aqueste rei;

De Sueir'Eanes direi, Pero da Ponte
   (Linha 10): mais em tod'aqueste logar

Des que vos eu vi, mia senhor, me vem , Fernão Gonçalves de Seabra
   (Linha 19): E desejand'eu aqueste prazer,

Do que sabia nulha rem nom sei, Pero Gomes Barroso
   (Linha 7): Aquesto mundo, par Deus, nom é tal

Estavam hoje duas soldadeiras, João Baveca
   (Linha 13): mais tomad'aquest'espelh'e veeredes

Eu me coidei, u me Deus fez veer, João Soares Coelho
   (Linha 25): Maila mia ventur'e aquestes meus

Já eu nom hei por quem trobar, Gil Peres Conde
   (Linha 26): Hom'é: tod'aqueste mal faz,

Já m'eu queria leixar de cuidar, Martim Peres Alvim
   (Linha 6): aquestas coitas, ond'hei a morrer.

Joam Fernándiz, mentr'eu vosc'houver, João Soares Coelho
   (Linha 2): aquest'amor que hoj'eu com vosc'hei,

Madre, pois nom posso veer, Nuno Peres Sandeu
   (Linha 7): E, pois aquestes olhos meus

Maestre, tôdolos vossos cantares, Gonçalo Anes do Vinhal
   (Linha 5): senom aquestes de Cornoalha;

- Maria Genta, Maria Genta da saia cintada, Rui Pais de Ribela
   (Linha 7): U eu maj'aquesta noite, houv'i gram cea,

Maria Negra vi eu, em outro dia, Pero Garcia Burgalês
   (Linha 4): e por aqueste nome que havia.

Martim Alvelo, João Soares Coelho
   (Linha 41): aquestes enganos

Martim Gil, um homem vil, Estêvão da Guarda
   (Linha 19): é aquesto feito tal,

Meu amig', u eu sejo, D. Dinis
   (Linha 17): com aqueste mal tanto

Moir'eu e praz-me, se Deus me perdom!, Pero Garcia Burgalês
   (Linha 5): ca log'aquesta coita perderei!

Nom poss'eu, madre, ir a Santa Cecília, Martim de Ginzo
   (Linha 8): morrer-vos-ei com aquesta perfia

Nostro Senhor, se haverei guisado, D. Dinis
   (Linha 13): nom trago mig'aqueste coraçom,

Nunca fiz cousa de que me tam bem, Rui Queimado
   (Linha 28): ca tod'aqueste poder ben'o há;

O infançom houv'atal, Lopo Lias
   (Linha 9): aqueste cantar da égoa,

O meu amigo novas sabe já, João Airas de Santiago
   (Linha 14): En'aquestas cortes que faz el-rei

Ora faz host'o senhor de Navarra, João Soares de Paiva
   (Linha 11): mal ficará aquest'outr'em Todela,

Ora já nom poss'eu creer, Pero da Ponte
   (Linha 29): Amen! Amen! Aquest'amen

Os d'Aragom, que soem donear, Caldeirom
   (Linha 6): quem lhe dissess'aqueste meu cantar,

Pero d'Ambroa, tal senhor havedes, Pedro Amigo de Sevilha
   (Linha 17): jazede logo aquesta noite migo,

Pero tant'é meu mal d'amor, Rui Fernandes de Santiago
   (Linha 5): se após tod'aqueste mal,

Pesa-mi, amiga, por vos nom mentir, João Baveca
   (Linha 8): aquestas novas, sempre trist'andei,

Pois ora faz [Deus] que eu viver aqui, Rodrigo Anes Redondo
   (Linha 10): olhos, que eu vi por aquestes meus

Pola verdade que digo, senhor, Pero Garcia Burgalês
   (Linha 9): - se nom perder aqueste sem que hei,

Por Deus, senhor, e ora que farei, Vasco Praga de Sandim
   (Linha 24): aqueste bem que vos eu sei querer?

Por mia senhor fremosa quer'eu bem, Rui Queimado
   (Linha 22): E por aquesta cuid'eu a morrer,

Porque vos quer'eu mui gram bem, Nuno Peres Sandeu
   (Linha 10): que aquesta será feita:

Qual dona Deus fez melhor parecer, Pero Garcia Burgalês
   (Linha 6): aquesta fezo desejar a mim

Quand'eu vi a dona que nom cuidava, Pedro Amigo de Sevilha
   (Linha 9): aquesta dona que agora vi

Que grave cousa, senhor, d'endurar, Fernão Garcia Esgaravunha
   (Linha 18): por tod'aqueste bem que vos foi dar,

Quem viu o mundo qual o eu já vi , Martim Moxa
   (Linha 3): e viu aquestas que agora som,

Quer'eu agora já dizer, Nuno Anes Cerzeo
   (Linha 10): a mia senhor, aqueste bem

Sabedes vós: meestre Nicolao, Pero Garcia de Ambroa
   (Linha 15): e aqueste mal, que te tanto dura,

Sei bem que quantos eno mund'amarom, Pedro Amigo de Sevilha
   (Linha 27): aquesta dona, pois que mi matasse,
   (Linha 12): aqueste dom; mais dig'eu: ai,

- Sénher, ad-ars ie'us venh querer, Afonso X, Arnaldo
   (Linha 12): aqueste dom; mais dig'eu: ai,

Senhor fremosa, hei-vos grand'amor, João Airas de Santiago
   (Linha 14): e aquestas gentes que som aqui

Senhor, se o outro mundo passar, Estêvão Peres Froião
   (Linha 2): assi com'aqueste pass'e passei

Ũa dona, nom dig'eu qual, João Airas de Santiago
   (Linha 21): com'aquest'ano houv'aqui;

Um cavaleiro me diss'em baldom, Estêvão da Guarda
   (Linha 9): mais que quanto val aqueste meu mu.

Vedes agora que mala ventura, Vasco Peres Pardal
   (Linha 4): aqueste mal que há de caentura;

Vedes qual preit'eu querria trager, Martim de Caldas
   (Linha 14): aqueste preito, será meu gram bem:

Vi hoj'eu cantar d'amor, D. Dinis
   (Linha 13): d'u dig'aqueste cantar