Toponínima

Lugares referidos em cantigas

Lisboa



Descrição

Conquistada por D. Afonso Henriques em 1147, a cidade foi ganhando um peso progressivo e um lugar central no reino de Portugal à medida que o território se ia alargando para sul. No reinado de D. Dinis ela conhece um desenvolvimento significativo, sendo já um lugar de paragem habitual da corte.

Cantigas que referem este lugar:



Disse-m'hoj'assi um home, Estêvão da Guarda
   (Linha 4): pois que m'eu fiqu'em Lixboa!

Dom Estêvam fez[o] sa partiçom, João Soares Coelho
   (Linha 3): em Lixboa e mal em Santarém,

Em Lixboa, sobre lo mar, João Zorro
   (Linha 1): Em Lixboa, sobre lo mar,

(Luis Vaasques, depois que parti), Alvaro Afonso
   (Linha 2): dessa cidade tão boa, Lisboa,

Martim Vásquez, noutro dia, Pedro, conde de Barcelos
   (Linha 2): u estava em Lixboa,