Rui Pais de Ribela
Trovador medieval

Nacionalidade: Galega

Notas biográficas:

Trovador galego, ao que tudo indica ativo no segundo e terceiro quartéis do século XIII. Resende de Oliveira identificou-o como um dos filhos de Paio Soares de Ribela, cavaleiro documentado nos inícios do século em S. Xulián de Ribela, na província de Ourense. Recentemente Ron Fernández localizou na mesma região um Martim Pais de Ribela, que confirma um documento em 1225, e que poderá ser irmão do trovador. E localizou igualmente, agora numa doação datada de 1246, um Rodrigo Pais que será o próprio trovador.Seja como for, o certo é que Rui Pais terá passado, em meados do século, pela corte castelhana, nomeadamente pelo círculo de Afonso X (infante ou rei), como se depreende da alusão que faz, numa outra sua composição satírica, a Fernando Escalho, personagem igualmente satirizada por trovadores do círculo afonsino, como Pero Garcia Burgalês e Pero de Ambroa.

Cantigas contrafacta de Rui Pais de Ribela


Mala ventura me venha

Original:

Bona ventura me venha, por Guilhem de la Tor