D. Dinis


Bom dia vi amigo,
 pois seu mandad'hei migo,
       louçana.
  
Bom dia vi amado,
5pois mig'hei seu mandado,
       louçana.
  
Pois seu mandad'hei migo,
rog'eu a Deus e digo
       louçana.
  
10Pois migo hei seu mandado,
rog'eu a Deus de grado,
       louçana.
  
Rog'eu a Deus e digo
por aquel meu amigo,
15       louçana.
  
[Rog'eu a Deus de grado
por aquel namorado,
       louçana.]
  
Por aquel meu amigo,
20que o veja comigo,
       louçana.
  
Por aquel namorado,
que fosse já chegado,
       louçana.



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

A donzela exprime a sua alegria por ter recebido notícias do seu amigo e pede a Deus que se vejam muito em breve.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amigo
Refrão e Paralelística
Cobras alternadas
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 565, V 168

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 565

Cancioneiro da Vaticana - V 168


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Ay Louçana  

Versão de Frederico de Freitas

Cantar de amigo 

Versão de Tomás Borba