Afonso X


Com'eu em dia de Páscoa queria bem comer,
assi queria bom som [e] ligeiro de dizer
       pera meestre Joam.
  
Assi com[o] eu queria comer de bom salmom,
5assi queria n'Avangelhe mui pequena Paixom
       pera meestre Joam.
  
Como [eu] queria comer que me soubesse bem,
assi queria bom som [d]e seculorum amen
       pera meestre Joam.
  
10Assi com'eu beveria bom vinho d[e] Ourens,
assi queria bom som de Cunctipotens
       pera meestre Joam.



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Desenvolvendo o tema da composição anterior, Afonso X continua a brincar com Mestre João, nesta cantiga de ritmo ligeiro e vivo. Situando-nos em plena expectação quaresmal da Páscoa (festa de Ressurreição, mas também final de jejum e de música grave e triste), o rei parece aludir à sua pouca paciência para os longos serviços religiosos da quadra.
As expressões latinas utilizadas fazem parte da liturgia católica, quer das horas do Ofício quer da Missa1.

Referências

1 Ferreira, Manuel Pedro (no prelo), "Presenças musicais: do Cancioneiro de Resende ao Cancioneiro de Elvas (passando pelo Cancioneiro da Biblioteca Nacional)" in Sara Rodrigues de Sousa e Cristina Almeida Ribeiro (coord.), Cancioneiro Geral, um livro à luz da História .



Nota geral


Descrição

Escárnio e Maldizer
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 490, V 73

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 490

Cancioneiro da Vaticana - V 73


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Com' eu em dia de Páscoa queria bem comer 

Versão de Manuel Pedro Ferreira

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas