Fernão Velho


Muitos vej'eu per mi maravilhar
porque eu pedi a Nostro Senhor
das coitas do mundo sempr'a maior;
mais se soubessem o meu coraçom,
5nom me cuid'eu que o fossem provar,
 ante terriam que faço razom.
  
Mais porque nom sabem meu coraçom
se vam eles maravilhar per mim,
porque das coitas a maior pedi
10a Deus, que há, de mi a dar, gram poder;
mais eu pedir-lha-ei tod'a sazom,
atá que mi a dê, enquant'eu viver.
  
El que há, de mi a dar, mui gram poder,
 mi a dê, pero se maravilham en,
15os que nom sabem meu coraçom bem,
 por que a peço: ca m'é mui mester
de mi a dar El, que o pode fazer,
per bõa fé, se o fazer quiser.
  
E se El sabe que m'é mui mester
20de mi a dar, El mi a dê, se lhi prouguer.



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Justificando-se perante os que se espantam com o que afirmou numa cantiga anterior (ao pedir a Deus um sofrimento ainda maior), o trovador reitera tudo o que disse. E se os que se espantam conhecessem o que lhe vai na alma, concordariam com ele.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Mestria
Cobras singulares
Finda
(Saber mais)


Fontes manuscritas

A 262, B 439, V 51

Cancioneiro da Ajuda - A 262

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 439

Cancioneiro da Vaticana - V 51


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas