Pero Mafaldo


Vej'eu as gentes andar revolvendo
 e mudando aginha os corações
 do que põem antre si os varões;
e já m'eu aquesto vou aprendendo
5e ora cedo mais aprenderei:
a quem poser preito, mentir-lho-ei,
e assi irei melhor guarecendo.
  
Ca vej'eu ir melhor ao mentireiro
ca o que diz verdade ao seu amigo;
10e por aquesto o jur'e o digo
que jamais nunca seja verdadeiro;
mais mentirei e firmarei log'al,
[e] a quem quero bem, querrei-lhe mal,
e assi guarrei come cavaleiro.
  
15Pois que meu prez nem mia honra nom crece,
 porque me quigi teer à verdade,
vêde lo que farei, par car[i]dade,
pois que vej'o que m'assi acaece:
mentirei ao amigo e ao senhor,
20e poiará meu prez e meu valor
com mentira, pois com verdade dece.



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

Sirventês moral sobre o tema da falsidade do mundo: se todos mentem, diz o trovador, mais mentirei.



Nota geral


Descrição

Sirventês moral
Mestria
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

B 374

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 374


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas