Rui Pais de Ribela


Tanto fez Deus a mia senhor de bem
sobre quantas no mundo quis fazer,
que vos direi eu ora que mi avém:
pero m'eu vejo por ela morrer,
5       nom querria das outras a melhor
       eu querer bem, por haver seu amor
  
e nom amar mia senhor, que eu vi
tam fremosa e que tam muito val
e em que eu tanto bem entendi;
10pero que punha de mi fazer mal,
       nom querria das outras a melhor
       eu querer bem, por haver seu amor,
  
pero que dela eu nẽum bem nom hei
e assi moir'e me nom tem por seu,
15tam muito val sobre quantas eu sei
que, pois mi Deus tam bõa senhor deu,
       nom querria das outras a melhor
       eu querer bem, por haver seu amor,
  
ca me faz Deus tam bõa don'amar,
20que me val mais vee-la ũa vez
que quanto bem m'outra podia dar;
e poila Deus tam bõa fez,
       nom querria das outras a melhor
       eu querer bem, por haver seu amor.



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

O trovador garante que a sua senhora tem tantas qualidades que não quereria amar a melhor das outras, mesmo que ela lhe concedesse os seus favores.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Refrão
Cobras singulares
(Saber mais)


Fontes manuscritas

A 192, B 343

Cancioneiro da Ajuda - A 192

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 343


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas