Pero Garcia Burgalês


Senhor fremosa, pois vos vi,
 houve tam gram coita d'amor
que nom fui ledo, nem dormi,
 nem houvi doutra rem sabor,
5sempre cuidando, mia senhor,
em vós, que fez Deus a melhor
dona de quantas donas vi.
  
Per bõa fé, entendo bem
aquest', e posso bem jurar,
10senhor, e nom mentir por en,
 ca nom vos [vou] prazentear;
mais quero-vos desenganar:
sobre todas vos quis Deus dar,
senhor, bondad'em todo bem.
  
15E pois que assi est[e] já,
que vos Deus feze mais valer
de quantas outras no mund'há,
verdade vos quero dizer:
pero Deus meta seu poder
20por outra tam bõa fazer
come vós, non'a faria já!



 ----- Aumentar letra ----- Diminuir letra

Nota geral:

O trovador garante à sua senhora que, desde que a conheceu, nunca mais andou alegre nem nunca mais conseguiu dormir, sempre a pensar nela, a melhor das donas. E não o diz para a lisonjear, mas apenas porque é a mais pura das verdades: Deus não poderia fazer outra como ela.



Nota geral


Descrição

Cantiga de Amor
Mestria
Cobras singulares
Dobre: vi, bem, já (vv. 1 e 7 de cada estrofe)
(Saber mais)


Fontes manuscritas

A 94, B 198

Cancioneiro da Ajuda - A 94

Cancioneiro da Biblioteca Nacional - B 198


Versões musicais

Originais

Desconhecidas

Contrafactum

Desconhecidas

Composição/Recriação moderna

Desconhecidas